DebysGirl Blog

Just another WordPress.com weblog

Archive for agosto \24\UTC 2009

O que não fazer no Make

Posted by dealalves em agosto 24, 2009

Para as girls de plantão, dica excelente da Capricho do que Não fazer no Make!!

abreerrosdemake

Posted in Beleza, Dicas | Etiquetado: , , , | Leave a Comment »

O triunfo dos nerds

Posted by dealalves em agosto 24, 2009

Falando em Steve Jobs lembrei de ter visto este documentário outro dia… veja a idade do pobrezinho… porém continua super atual!! Enjoy!!

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4

Parte 5

Parte 6

Posted in Filmes, Personalidades | Etiquetado: , | Leave a Comment »

10 steps from Steve Jobs to be suceful‏

Posted by dealalves em agosto 24, 2009

steve_jobs

10 frases do Steve Jobs para você interpretar a seu critério e aplicar na sua vida:

1 – “We don’t get a chance to do that many things, so every one should be really excellent. Because this is our life. Life is brief, and then you die, you know?”

2 – “That happens more than you think, because this is not just engineering and science. There is art, too. Sometimes when you’re in the middle of these crises, you’re not sure you’re going to make it to the other end. But we’ve always made it, and so we have a certain degree of confidence, although sometimes you wonder.”

3 – “Our DNA is as a consumer company – for that individual customer who’s voting thumbs up or thumbs down. That’s who we think about. And we think that our job is to take responsibility for the complete user experience. And if it’s not up to the par, it’s our fault, plain and simple.”

4 – “People think focus means saying yes to the thing you’ve got to focus on. But that’s not what it means at all. It means saying no to the hundred other good ideas that there are. You have to pick carefully.”

5 – “When I hire somebody really senior, competence is the ante; they have to be really smart. But the real issue for me is, are they going to fall in love with Apple? Because if they in love with Apple, everything else will take care of itself.”

6 – “So when a good idea comes, you know, part of my job is to move it around, just see what different people think, get people talking about it, argue with people about it, get ideas moving among that group of 100 people, get different people together to explore different aspects of it quietly, and, you know – just explore things.”

7 – “It’s not about pop culture, and it’s not about fooling people, and it’s not about convincing people that they want something they don’t. We figure out what we want. And I think we’re pretty good at having the right discipline to think through whether a lot of other people are going to want it, too. That’s what we get paid to do.”

8- “I mean, some people say, ‘Oh God, if [Jobs] got run over by a bus, Apple would be in trouble.’ And, you know, I think it wouldn’t be a party, but there are really capable people at Apple. My job is to make the whole executive team good enough to be successors, so that’s what I try to do.”

9 – “We’ve had one of these before, when the dot-com bubble burst. What I told our company was that we were just going to invest our way through the downturn, that we weren’t going to lay off people, that we’d taken a tremendous amount of efforts to get them into Apple in the first place – the last thing we were going to do is lay them off.”

10 – “Recruiting is hard. It’s just finding the needles in the haystack. You can’t know enough in a one-hour interview. So, in the end, it’s ultimately based on your gut. How do I feel about this person? What are they like when challenged? I ask everybody that: ‘Why are you here?’ The answer isn’t very important, it’s the meta-data.”

Posted in Aprendizado, Dicas, Personalidades | Etiquetado: , , , | Leave a Comment »

O que é spread?

Posted by dealalves em agosto 24, 2009

Galera, vai ai um quadrinho que é tudo de bom para entender o Spread!!

Quem me dera se na facul tivessem me explicado assim…

09103163

Posted in Aprendizado, Dicas | Etiquetado: , | Leave a Comment »

APRENDENDO A PENSAR

Posted by dealalves em agosto 24, 2009

Artigo Publicado na Revista Veja, Editora Abril,edição 1763, ano 35, nº 31, 7 de agosto de 2002, página 20 por Stephen Kanitz.

Muito bom, vale a pena refletir…

A maioria das aulas que tive foi expositiva. Um professor, normalmente mal pago e por isso mal-humorado, falava horas a fio, andando para lá e para cá. Parecia mais preocupado em lembrar a ordem exata de suas idéias do que em observar se estávamos entendendo o assunto ou não.

Ensinavam as capitais do mundo, o nome dos ossos, dos elementos químicos, como calcular o ângulo de um triângulo e muitas outras informações que nunca usei na vida. Nossa obrigação era anotar o que o professor dizia e na prova final tínhamos de repetir o que havia sido dito.

A prova final de uma escola brasileira perguntava recentemente se o país ao norte do Uzbequistão era o Cazaquistão ou o Tadjiquistão. Perguntava também o número de prótons do ferro. E ai de quem não soubesse todos os afluentes do Amazonas. Aprendi poucas coisas que uso até hoje.Teriam sido mais úteis aulas de culinária, nutrição e primeiros socorros do que latim, trigonometria e teoria dos conjuntos.

Curiosamente não ensinamos nossos jovens a pensar. Gastamos horas e horas ensinando como os outros pensam ou como os outros solucionaram os problemas de sua época, mas não ensinamos nossos filhos a resolver os próprios problemas.

Ensinamos como Keynes, Kaldor e Kalecki, economistas já falecidos, acharam soluções para um mundo sem computador nem internet. De tanto ensinar como os outros pensavam, quando aparece um problema novo no Brasil buscamos respostas antigas criadas no exterior. Nossos economistas implantaram no Brasil uma teoria americana de inflation targeting, como se os americanos fossem os grandes especialistas em inflação, e não nós, com os quarenta anos de experiência quetemos. Deu no que está aí.

De tanto estudar o que intelectuais estrangeiros pensam, não aprendemos a pensar. Pior, não acreditamos nos poucos brasileiros que pensam e
pesquisam a realidade brasileira nem os ouvimos.Especialmente se eles ainda estiverem vivos. É sandice acreditar que intelectuais já mortos, quepensaram e resolveram os problemas de sua época, solucionarão problemas de hoje, que nem sequer imaginaram. Raramente ensinamos os nossos filhos a resolver problemas, a não ser algumas questões de matemática, que normalmente devem ser respondidas exatamente da forma e na seqüência que o professor quer.

Matemática, estatística, exposição de idéias e português obviamente são conhecimentos necessários, mas eu classificaria essas matérias como ferramentas para a solução de problemas, ferramentas que ajudam a pensar. Ou seja, elas são um meio, e não o objetivo do ensino. Considerar que o aluno está formado, simplesmente por ele ter sido capaz de repetir os feitos intelectuais das velhas gerações, é fugir da realidade.

Num mundo em que se fala de ::mudanças constantes::, em que ::nada será o mesmo::, em que o volume de informações ::dobra a cada dezoito meses::, fica óbvio que ensinar fatos e teorias do passado se torna inútil e até contraproducente. No dia em que os alunos se formarem, mais de dois terços do que aprenderam estarão obsoletos. Sempre teremos problemas novos pela frente. Como iremos enfrentá-los depois de formados? Isso ninguém ensina.

Existem dezenas de cursos revolucionários que ensinam a pensar, mas que poucas escolas estão utilizando. São cursos que analisam problemas, incentivam a observação de dados originais e a discussão de alternativas, mas são poucas as escolas ou os professores no Brasil treinados nesse método do estudo de caso.

Talvez por isso o Brasil não resolva seus inúmeros problemas. Talvez por isso estejamos acumulando problema após problema sem conseguir achar uma solução.

Na próxima vez em que seu professor começar a andar de um lado para o outro, pense no que você está perdendo. Poderia estar aprendendo a pensar.

Posted in Aprendizado, Carreira | Etiquetado: , , | Leave a Comment »

Meia-boca nunca mais!!

Posted by dealalves em agosto 21, 2009

3635911909_2e8d7aa7ea

Decidi fazer uma coisa de cada vez e fazer as coisas bem-feitas!!

Meia-boca nunca mais!!

Estava tão preocupada e desesperada em dar conta de tudo, fazendo trilhões de coisas ao mesmo tempo e quando parei para pensar vi que ok!! estava tudo feito, encaminhado… porém tudo muito mal-feito…

A roupa que eu lavava não estava cheirosinha, a roupa que eu passava não estava sem nenhuma preguinha, a escova que eu fazia sempre ficava com algumas ondinhas nas partes mais difíceis, as planilhas que eu fazia não tinham requinte, não estavam bem organizadas, a comida estava feita mas não estava saborosa…

E esse “relaxo” inconsciente estava se alastrando das minhas obrigações para as coisas que eu realmente gosto de fazer, como escutar uma boa música sem prestar atenção na letra, nos acordes, ler um livro sem apreciar a leitura, sem tentar fazer as conexões com a minha realidade, sem tirar uma lição para mim, e assim seguia…

Almoçar correndo sem apreciar o sabor da comida, conversar com as pessoas sem prestar atenção no que elas estão falando porque você sempre está a pensar no que você vai fazer depois…

Então tomei essa resoução…

Meia-boca nunca mais!!!

Após umas semanas de tentativa, porque todos sabem que mudar hábitos não é fácil, volto para contar os sucessos e insucessos, ok??

Desejem-me sorte!!! 

Posted in Aprendizado, Vida | Etiquetado: , , , | Leave a Comment »

Filme – Foi apenas um sonho

Posted by dealalves em agosto 16, 2009

Ontem assisti  o filme Foi apenas um sonho.

foi-apenas-um-sonho-poster03

Gostei muito, porém como assisti em inglês e sem legendas para poder treinar o idioma e perdi algumas coisas sabe… mas entendi o filme belezinha… procurando um complemento na net sobre ele encontrei esse post muito interessante sobre o filme, bem como sobre o diretor.

Em resumo, o filme é um retrato de um casamento fracassado, como diz no post do Cine Reporter, eles pensam que se amam porém não se amam. Infelizmente uma verdade para muitos casais…

Tirei lições do que não fazer porque eu amo meu marido e não quero me separar, nem morrer, nem me matar:

1- Me aniquilar como mulher e pessoa.

2-Basear a felicidade no que somos e não no que temos.

3-Fugir dos problemas da realidade em fantasias e sonhos.

Tudo o que aconteceu ali, pode acontecer com qualquer um de nós. Somos humanos, erramos e a convivência realmente é difícil, não só no casamento, mas em muitas outras áreas da nossa vida. O que faz com que não fiquemos doidos e façamos o que os personagens da Kate Winslet e do Leonardo DiCaprio fizeram?

A fé em Deus, na sua ajuda, na sua Palavra, o bom-senso, a conversa, o respeito, o amor próprio, os sonhos em comum e o pricipal… o amor. Que não se mede somente pelos momentos bons mas pelos momentos difíceis que você passa com a pessoa, por todas as dificuldades que vocês superaram juntos, por tudo que vocês lutaram e venceram para ficarem juntos!!

Posted in Aprendizado, Filmes, Vida | Etiquetado: , , , | Leave a Comment »

É necessário estar com o coração aberto…

Posted by dealalves em agosto 16, 2009

CORAO_~1

É necessário estar com o coração aberto para as pessoas.

É preciso dar a chance para a pessoa se mostrar quem realmente ela é.

Ás vezes podemos estar perdendo oportunidades ótimas, amizades maravilhosas, porque ficamos com o coração fechado e não nos permitimos criar laços.

Talvez porque já sofremos demais ou não queremos perder a nossa essência ou as nossas raízes…

Mas se você tiver um coração aberto, pode ter certeza que vai ter lugar nele para caber todo mundo!! Os antigos, os novos e ainda os estão para chegar!!

A mudança é inevitável, a forma como você se comporta diante dela é opcional.

Se eu tivesse pensado assim desde o começo tinha sofrido menos!!!

Posted in Vida | Etiquetado: , , , | Leave a Comment »

De mulher para mulher…

Posted by dealalves em agosto 16, 2009

diojtl5l2z60liuj

Estava no almoço de sexta conversando com uma amiga de trabalho sobre os nossos casamentos.

Fato é que casamento nenhum é um mar de rosas, ás vezes fica até mais para vale de lágrimas…

Temos fases de amor intenso, daquelas vezes que você é capaz de fazer qualquer coisa por ele, totalmente apaixonada e boba… e eles entendem a gente, aceitam as nossas opiniões, ajudam com os afazeres da casa, dão aquele grau nas preliminares e etc.

Ai vamos para as fases de guerra fria (EUA X URSS remember??) em que nós ficamos só nos testando, vendo até o onde o outro aguenta, provocando, se fazendo de joão sem bralo e tals…

Até que entramos na guerra declarada, talibã mesmoooo!!!! Qualquer motivo a gente solta um monte, não tolera nada, dá aquela vontade de você jogar tudo pra cima e começar sua vida do zero, pagina em branco!! A gente chora e se sente um lixo, desesperada, frustada!!

Porque o casamento exige muito da mulher que tem que dar conta e dar conta com louvor enquanto para os homens a única obrigação é trazer o sustento da casa… a gente assume o papel de esposa e ganha de brinde o de mãe!!

Se a pessoa está de férias e fica o dia inteiro inteiro em casa enquanto você está trabalhando, não é óbvio que ela poderia fazer o jantar?? dar uma passada de vassoura na casa, lavar uma louça, arrumar a cama, tomar o banho e secar o banheiro?? E por que toda a vez que eles vão pra casa da mamãe eles tem que dar uma desculpa (estava lá perto e acabei passando lá…)?? Não é muito mais digno e honesto falar: “Quero ir na casa da minha mãe.”?? Eles desenvolvem (ou sei lá eu se já nasceram) com o chip da seleção, vou explicar, eles tem ouvido seletivo, memória seletiva e assim vai… ou seja, só fazem o que lhes interessa…

E o que nos deixa mais tristes e desapontadas é que a gente se dedica, pensa em tudo nos mínimos detalhes… da comida que ele quer comer até a camisa impecavelmente passada… não conseguimos nem achamos graça de ir em nenhum lugar sem eles…  ai meu Deus…

E tudo vai enchendo o saquinho da paciência, que cada vez fica mais pesado e difícil de carregar…

Depois de pensar e muito refletir em tudo… percebi que estava me acabando como mulher… não fazia mais uma unha, uma escova no cabelo, não colocava mais um brinco, não passava mais um creme, um batom, as roupas eram do fundo do baú, só usava uma bolsa preta e ia com ela pra todo lugar… nunca mais fiz as coisas que gostava de fazer antes… ler um bom livro, escutar um cd, dar uma passeada, conversar com os amigos, passear, dar um pouco de risada…

A neura com a limpeza da casa, os estresses com as brigas… tudo isso fazia como se todo o resto da minha vida ficasse uma droga também… caiu a ficha… se eu continuasse assim, ia morrer de um enfarto do coração, ter um derrame, cair em depressão profunda e ficar louca antes dos 30…

E sabe o que ia acontecer com ele?? Casar de novo é claro!!! E outra ia usufruir do que eu me matei para contruir trabalhando, poupando e me estressando!!

Quando essa ficha caiu em mim, eu passei a adotar outra estratégia. Cuidar mais de mim mesma, aconteça o que acontecer!! Sempre comprar alguma coisinha ou até coisonaaaa para me manter bem-vestida, bem-informada, bem comigo mesmmaaaa!!

E faço as coisas na medida do possivel, se dá pra limpar a casa limpo, se não dá… sorry baby… se dá para fazer o mega jantar ok!! se não dá pede uma pizza, se não tem $$ faz um pão com ovo, manteiga, mussarela, o que tiver na geladeira… Deus abençõe o criador do miojo!!!

E não falo mais nada na hora que as coisas acontecem, cansei de discutir gente!! deixo rolar sabe… depois na hora certa solto frases certeiras!!! Porque eu percebi que quanto mais a gente fala, mais de saco cheio a pessoa fica e não escuta mais… entra por um ouvido e sai pelo outro… até que quando você não reclama mais a pessoa até se preocupa e acha que você não está no seu normal… e ai quando você fala… tcharaaaaaammm… ele escuta gente!!! e pensa  no que você falou!!!

Se isso vai dar certo para mudar ele eu não sei… sei que está servindo para mudar o meu jeito de ser para que eu sofra menos… as coisas estão longe do que eu queria que fossem ou estivessem, porém eu estou menos estressada, mais feliz, menos frustada, menos decepcionada…

Quando você cria muitas expectativas sobre algo e as coisas não acontecem do jeito que você quer a decepção é muito grande… porém quando você já não espera nada… tudo o que vier é lucro!!

Pode parecer loucura, alguém pode achar que eu sou muito louca ou neurótica mas para mim a realidade é essa!! E tem muito mais gente que passa pelas mesmas coisas que eu… mulher que é mulher… entende outra mulher…

Posted in Vida | Etiquetado: , , , | 3 Comments »

Assalto!!!

Posted by dealalves em agosto 14, 2009

Na quarta-feira passada fui fazer uma caminhada a noite em uma praça próxima a minha casa… e antes de chegar na tal praça 2 pivetes não me abordaram e levaram o meu celular??!!

assalto

Que ódio!!!!

Tipo… nem percebi se eles estavam armados sabe, também não ia pagar para ver… porém… achei um absurdo, super próximo da minha casa… e era umas 19hs15… super cedo ainda…

Dava pra ver na cara que eles estavam drogados, tenho certeza que meu pobre celular deve estar ter parado em uma boca de fumo qualquer ai…

E fiquei refletindo na situação em que a nossa sociedade se encontra hoje… violência, desemprego, insegurança… todos nós temos culpa, seja ela ativa ou passiva…

De todos os motivos que podemos elencar acredito que o principal seja a inversão de valores, dificuldades na vida sempre houveram, porém as pessoas tinham na família uma estrutura para não se corromper, não se desviar, nada mais é errado, nada mais é proíbido.

Nossos pais eram nossos heróis, hoje os teens acham eles ultrapassados… quando eu chegava em casa e tinha acontecido algo comigo a minha mãe percebia no meu rosto porque ela me conhecia bem demais, hoje as mães nem sabem onde o filho está, quem são as suas amizades…

E de tudo isso, o mais importante, tinhamos limites… quando ia ao supermercado com a minha mãe não adiantava chorar nem espernear ela não ia comprar o que eu queria, quando virei adolescente não adiantava gritar ou tentar fugir de casa eu não ia colocar um piercing nem pintar meu cabelo de rosa, quando comecei a trabalhar não adiantava dizer que o dinheiro era meu e eu queria comprar uma calça da Forum de R$ 500 tinha que fazer ingles, curso técnico, etc., quando comecei a namorar não tinha essa de viajar sozinha com namorado tinha que ir pelo menos com os meus cunhados ou cunhadas, quando ia para as baladas meu pai me deixava na porta, pegava na porta e ainda dava carona para as minhas amigas, podia causar animal em várias coisas, mas todo domingo estava na igreja…

Ai você vai falar… num tem nada a ver…. ninguém precisa ter uma vida careta igual essa que você teve e tals… e eu concordo plenamente com isso!! Cada um tem a vida que quiser!! Faz o que quiser!! Desde que não atrapalhe a vida dos demais, segure o seu BO e estabeleça e respeite os seus limites!!

Lembra daquele ditadinho: O seu limite (direito) acaba onde começa o limite (direto) do outro??

O governo poderia fazer mais? Sim, pode.

A igreja poderia fazer mais? Sim, pode.

As empresas poderiam fazer mais? Sim, podem.

E a gente, poderia fazer mais? Sim, podemos.

Não adianta a gente ignorar, uma hora ou outra, mesmo sem você querer, tomando cuidado ou não, esta realidade vai encontrar você, como encontrou a mim… a menos de 1km da minha casa…

Posted in Aprendizado, Vida | Etiquetado: , , | Leave a Comment »