DebysGirl Blog

Just another WordPress.com weblog

Posts Tagged ‘Curriculo’

Como procurar emprego

Posted by dealalves em agosto 15, 2010

Tudo na vida requer planejamento, inclusive e principalmente quando você quer mudar ou está procurando emprego.

Vivenciei essa experiência a alguns meses atrás e consegui extrair algumas lições que vou compartilhar aqui com vocês.

1) Saiba o que você quer

O mais importante é saber o que você quer da sua vida. Isso não é algo fácil… depende da sua necessidade no momento e como aquilo vai te projetar no futuro esperado.

Mas em linhas gerais e salvo o particular de cada um, você pode se fazer as seguintes perguntas: Qual o cargo que eu quero ocupar ? (analista jr, pleno, sr, técnico, supervisor, coordenador, gerente, etc.), Em que segmento? (industria, varejo, informática, etc), Onde? (ABC, Berrini, Paulista, Santo Amaro, etc), Porte da empresa ? (Pequena, Média, Grande), Quanto você quer ganhar? , Quais os benefícios que eu quero/preciso ter? (MBA pago pela empresa, auxilio creche, convenio de ponta, etc).

O que você está fazendo é traçar uma meta, um objetivo a alcançar. Essa meta é a métrica, a linha de corte que você vai utilizar na hora de direcionar os seus esforços, de selecionar o que é bom/vantajoso para você ou não e por fim o que pode aceitar ou não.

No meu caso o perfil que eu tracei foi o seguinte:

Cargo: Analista de Controladoria Jr.

Segmento: Indústria

Porte: Multinacional, Médio ou Grande porte

Onde: ABC ou Grande São Paulo

Salário: No mínimo R$ 3.500

Benefícios: Seguro de Vida, VR, VT, Previdencia Privada, Convenio de Ponta (Sul América/Bradesco/Care Plus, etc.), PLR ou Bonus de no mínimo 3 salários, Auxilio Funeral, etc.

2) Saiba o que o mercado esta oferencendo

Você traçou o seu objetivo, porém você precisa saber se esse objetivo em primeiro lugar existe e se existe qual a quantidade de ofertas de emprego. Porque é fato que se houverem poucas oportunidades iguais ao objetivo que você traçou a concorrência será maior e o contrário também é verdadeiro, se houverem muitas oportunidades menor a concorrência.

No meu caso eu assinei o Catho e fiz uma pesquisa com o cargo desejado, o que me mostrou que em 15 dias (de 01/08/2010 a 15/08/2010) foram anunciadas 24 vagas no perfil que eu tracei acima, ou seja, vagas suficientes para concorrer sem tanto aperto.

Tipo, se você fez a pesquisa e não encontrou nenhuma vaga de acordo com o seu perfil, então é melhor revisa-lo e adapta-lo a realidade das vagas que você encontrou.

3) Saiba o que o mercado exige

Então, dentre as vagas que apareceram para você e se adequaram ao perfil que você traçou, você tem que verificar agora quais são os requisitos que elas exigem, entre as exigências na minha área por exemplo estão: inglês fluente, conhecimento em IFRS e SOX, CRC ativo, etc.

Do outro lado você deve fazer uma auto-analise e verificar se as suas qualificações atendem as exigências das vagas, se atendem pode se candidatar sem medo de ser feliz, você não vai passar vergonha e vai poder concorrer de igual para igual aos outros candidatos, agora se não atendem é o momento de você reavaliar seu perfil ou traçar um plano para chegar no objetivo traçado no princípio.

4) Não tenho as qualificações necessárias para o emprego que desejo, o que eu faço agora?

Se você não quer reavaliar seu objetivo primário e deseja alcança-lo, o que você precisa fazer é traçar uma estratégia em tempo, dinheiro e retorno.

Identifique os pontos que você precisa melhorar ou as qualificações que você adquirir. Pesquise as escolas, os cursos que existem e os que melhor atenderem a sua necessidade.

O que você precisa ter em mente neste momento é o seguinte: você deve conversar com seus amigos, pesquisar muito na internet em foruns, blogs e sites dedicados a auxilio na busca de um novo trabalho, o peso de cada requisito no conjunto do que a vaga pede para empregar o seu dinheiro na busca das qualificações certas/de maior relevancia, porque não adianta você gastar seu dinheiro e tempo em algo que não vai te destacar em relação a outros candidatos.

Outra coisa que você precisa ter em mente é o tempo de duração deste novo curso/experiência o ideal é que dê o retorno o mais rápido possível porém não é sempre assim que acontece certo? Então tanto para você se programar e também para não se frustrar achando que fazendo o curso em 1 semana depois de concluí-lo vai conseguir mudar/conseguir seu novo emprego é ser realista. Além disso,  vale ressaltar que bom senso nunca é demais, por exemplo, um curso de inglês é um investimento a longo prazo, sinceramente, até hoje, que eu conheça, nunca ouvi ninguém me dizer que conseguiu aprender inglês em 1, 2 ou 3 meses, então se o inglês é um requisito fundamental para atingir o seu objetivo, o negócio é ir administrando seu emprego atual e se dedicar o máximo possível no curso até poder procurar algo novamente.

5) Tenho todas as qualificações exigidas, o que faço agora?

Se você tem todas as qualificações exigidas o negócio é correr atrás e se colocar a disposição do mercado.

Primeiro de tudo, o mercado precisa saber que você está procurando uma nova oportunidade, a sua atual empresa talvez não… depende de você, do que você conhece da empresa, da situação, do seu chefe…. enfim, muita coisa, só cada um sabe… eu no meu caso, nunca falei nem acho que ninguém deva falar, porque a empresa pensa nela mesma e no que é melhor para ela, geralmente quem está procurando outra oportunidade é porque não está mais feliz/satisfeito onde está, a produtividade do camarada já deve ter dado uma caída, enfim, na minha opinião o melhor é ficar na sua.

Como o mercado sabe que você está a disposição?

Existem muitos sites de cadastro de currículos (Catho, Vagas, Curriculum, etc) tanto pagos quanto gratuítos, no meu caso o único que funcionou mesmo foi o Catho. O que acontece é o seguinte, as empresas contratantes de verdade (Volks, GM, Unilever, etc.) se utilizam do serviço das empresas de recrutamento e seleção (RHI, Virtus, FitRH, etc) que buscam os currículos nestes sites que mencionei acima.

Outro canal super é o Linkedin, ele é tipo um Orkut ou Facebook mas com foco nos relacionamentos profissionais, o seu profile é preenchido como se fosse o seu currículo, o bom e o complicado do Linkedin é que você adiciona quem você quiser e assim, quanto mais gente você tiver que trabalha com você, melhor, porque as pessoas que trabalham ou já trabalharam com você podem escrever recomendações sobre você no seu profile e isso é excelente pra você. Agora o complicado é que para se colocar a disposição do mercado no Linkedin você precisa ser mais sutil, pelo motivo/situação que escrevi anteriormente de que o mercado precisa saber que você está a disposição e a sua empresa talvez não… então a minha sugestão/dica é seja sutil, se você adicionar um headhunter ou uma pessoa que trabalha no RH da empresa que você quer trabalhar entre em contato com ela por e-mail diretamente informando que está aberto a novos desafios, etc.

Além disso você pode contar com o seu próprio network, seus amigos, parentes, colegas de sala, porque o QI (quem indica) ainda continua vivo, firme e forte em qualquer empresa!!

6) Entrevista

Entrevista é uam coisa que não tem como a gente explicar sabe… as vezes por mais que você se prepara sempre dá alguma bola fora, os entrevistadores as vezes deixam você a vontade demais, a vontade de menos, provocam, intimidam, dão risada das coisas que você fala, bocejam, enfim… é uma loteria!!

Mas tem algumas dicas que ajudam.

Como: nunca falar mal da empresa que você está atualmente ou das que você já trabalhou, expressar claramente os seus conhecimentos e atividades desenvolvidas, lembre-se focando sempre no que está em alta no mercado, focando em coisas que são um diferencial em você, se você tiver resultados financeiros referente a algum projeto desenvolvido, etc também pode ser mencionado, não demonstre que você está desesperado por um novo emprego, também não demonstre que você não está nem ai para a oportunidade, tem que ter uma postura assim “estou a disposição mas não estou desesperado, se rolar legal, mas se não rolar, legal também, a vida continua”.

FALE A VERDADE SEMPRE! O mercado é um meio onde todo mundo se conhece, se você mentir existe uma grande probabilidade de você ser pego, e se queimar no mercado as vezes não tem volta!!

Demonstre responsabilidade, compromentimento e simpatia com os entrevistadores.

 

Em resumo, por mais dicas que a gente dê, tem uma coisa na vida que é aquela célebre frase: ” a pessoa certa, no lugar certo, na hora certa”, você pode estar fazendo tudo certo, leu, se planejou, se preparou, tem um bom CV, tem as qualificações e qualidades necessárias mas não está rolando… isso aconteceu comigo, eu fiz umas 25 entrevistas (sem brincadeira!!) e as empresas que eu queria passar eu não passava e as que eu não queria passar eu passava, cheguei a pensar que toda essa barreira era um aviso de Deus para eu não prosseguir adiante, cheguei a pensar que eu não valia nada como profissional, mas eu fui perseverante até o fim e eu só sai do lugar onde estava para o emprego que eu realmente queria, com cargo, salários, benefícios e atividades que eu realmente queria, graças a Deus em primeiro lugar mas em segundo a um bom planejamento e perseverança, para vocês terem uma idéia eu comecei a procurar emprego em setembro 2009 e só rolou a oportunidade em fevereiro de 2010, isso significa 6 meses de ralação!!

Mas valeu a pena, porque em tudo na vida o que importa é ser feliz, e felicidade para cada pessoa significa uma coisa.

Para mim ser feliz no trabalho é desenvolver um trabalho que tenha a ver com você, que tenha relevância na empresa, que agregue conhecimento, que te estimule a estudar, a ser melhor profissional, a buscar novos conhecimentos, que você trabalhe em um meio em que você possa contribuir com o time e o serviço flua de uma forma natural sem forçar a barra, que te dê visibilidade, que te projete um futuro melhor.

Fui em busca disso que eu corri atrás, na minha opinião você é o que você faz e demonstra em todas as áreas da sua vida, se você se conforma com um serviço mediocre, mesmo que você não seja uma pessoa/profissional medíocre aquilo vai tomar conta de você e no fim de 3, 5 ou 10 anos, sei lá, você vai ser a imagem do que você faz.

A busca por desafios, conquista dos objetivos é o que nos faz acordar todos os dias e seguir adiante!! Corra atrás do seus objetivos!! Seja feliz!!

Posted in Aprendizado, Carreira, Dicas, Opinião | Etiquetado: , , , , , | Leave a Comment »